sábado, 15 de outubro de 2011

Ressalva Interna

nAssim, preso dentro de si, permanece aquele que não busca. O mesmo que estará presente, mesmo que sem sentir, quando a madeira fechar seu leito. Sem a busca não haverá de alcançar. Voltar-se para um universo luminoso implica turbar sua mais particular essência. O simples existir, enrustido em uma estrutura física humana, causa a sombra de uma verdade que impede  a legitimidade virtuosa de um ser que é único. Buscar é uma bifurcação que separa o caminho do homem. Qual a estrada você deve percorrer para encontrar você mesmo?

Existir de dentro para fora exprimi à vida, igualmente uma criança nasce do ventre e alcança o mundo externo. O homem civilizado é um ser externo. Emprega sua capacidade de ser em absorção, desenvolve-se sustentado por seu próprio auxilio no “desenvolvimento” do mundo que sente e vive. A capacidade de construção do homem está voltada para o ambiente. Um homem, que se acomoda com o ambiente, em sua falta de sentido próprio. A existência de uma essência talvez seja a maior indagação filosófica. Por a existência de uma essência em evidência não causa sua busca. A busca não deve ser alvo de uma investigação ampla ou minuciosa, a busca acontece em pequenos fragmentos da vida através de uma felicidade espontânea, espiritual. Existir de dentro para fora é a própria busca.

Existir de fora para dentro é ser para o mundo, é negar a existência interior. A absorção do mundo externo não implica uma existência, não implica na busca. Absorver é negar o desenvolvimento interior, desenvolvimento único do ser. Contudo, o existir de fora para dentro não impede o desenvolvimento de dentro para fora. Assim a certeza do fim inevitavelmente não antepara o novo para o mundo. O ser interno e particular como algo único, passível do existir de dentro para fora. Não ser único é absorver e, portanto existir de fora para dentro.

A legitimidade de ser único leva à libertação do ser e necessita padecer no próprio ser, em busca de uma legitimidade própria, particular. Árduo é o caminho para aqueles que vivem dentro de si, e não presenteiam a vida com sua virtude interior. Fazer de si a vida e não fazer da vida o mundo.

4 comentários:

Edna Cavalcante disse...

O reconhecimento de estar em busca constante, de não conformidade, de humildade, é existir, ser...

Quando eu pensar que aprendi a viver, terei aprendido a morrer.
[Leonardo da Vinci]

Nathacha disse...

Seguindo o blog, querido :)

Se puder retribuir, ficarei grata!

www.medicinepractises.blogspot.com



By,


Nathacha

Cristianne Furbino disse...

"preso dentro de si, permanece aquele que não busca"... permanece inautêntico,infeliz e incompleto por toda a vida, sofrendo internamente, e criando até possíveis sofrimentos psíquicos.


Adorei o blog Leo, ficarei de olho nas futuras postagens.!

Maxwell Soares disse...

Parabéns pelo blogger, Leo Mota. Um excelente texto. Afinal, o texto cumpre realmente com o seu intento - fazer os outros refletirem. Valeu, cara...